Imagem capa - Você sabia? por Giscellayne Rodrigues Perez
Informações

Você sabia?

Olá! Tudo bem?

Hoje eu resolvi fazer um post para falar de um problema que muitas pessoas acabam tendo no inverno e não é a gripe!

Vamos falar um pouquinho sobre infecção urinária?

Não sou médica, mas tenho um probleminha patológico que faz com que eu tenha a infecção com mais facilidade e posso contar um pouco do que sei sobre o assunto.

Eu vou só contar um pouquinho de mim, para que eu consiga explicar para vocês o por que eu sei como identificar a infecção urinária.

Desde bebê tenho infecção, meu organismo já até "acostumou" com ela, pois tenho a infecção sem febre, sem dor e sem sangramento. Isso hoje aos 28 anos, antes eu tinha um sintoma ou outro.

Agora como eu faço para identificar que eu estou com a infecção urinária e o que isso tem a ver com o frio?

No frio a tendência é de ingerir uma quantidade menor de água, pois não sentimos tanta cede e como consequência, a urina vai ficando “velha” dentro da bexiga e pela falta da água lá dentro a urina velha não vai embora e não é renovada. Essa é uma explicação a grosso modo, um jeito mais fácil de entender, mas a infecção pode se ter de outras maneiras também, uma delas é por uma bactéria chamada Escherichia coli, que é a "mais comum" de se ter, pois vem do intestino e entra pelo canal da uretra.

Estou abordando este assunto aqui no nosso site pois sei que tenho muitas mães que me acompanham e os bebês e crianças também passam por esses problemas e pode ser que as informações que eu vou dar aqui ajude alguém a evitar ou reconhecer o problema antes que ele fique muito grave.

Como reconhecer a infecção urinária?

Analise se a cor da urina está mais escura ou com um cheiro muito forte, isso sim pode ser um sintoma de infecção ou apenas efeito de algum medicamento, na dúvida consulte um médico;

Para bebês e crianças repare também se está diminuindo a quantidade de xixi que é feita durante o dia, enquanto está acordado. Repare no peso da frauda, se vem diminuindo durante o dia e a noite quando está dormindo é quando os músculos relaxam e aí sim conseguem liberar o xixi sem sentir a dor. Como já disse, eu não sinto mais a dor, mas normalmente eles sentem e as vezes sentem como se fosse uma “cocegas” e liberando durante o sono fica mais quantidade do que de dia fácil de identificar. As vezes a criança vai muito no banheiro, mas não consegue liberar toda a urina.

Crianças maiores que acaba urinando na cama, pode ser simplesmente um medo ou preguiça de levantar, mas também pode ser a infecção.

Agora, se tem todos esses sintomas e ainda reclama de dor nas costas, pode ser que tenha refluxo e vá de volta para o rim! Pois é, eu tenho esse refluxo e recentemente descobri uma bebezinha que tinha e mamãe estava beeem preocupada com isso, contei do meu caso e mostrei que estou bem, estou viva e é só uma questão de cuidar para não deixar agravar.

Contei para ela como fazia para identificar e pensei em contar para vocês também.

Devemos cuidar muito bem da higiene íntima, pois ali é um local perfeito para a proliferação de bactérias, então ensine muito bem aos seus filhos como se limpar durante o dia e no banho.

Se algum médico ler este post e achar que falei algo errado ou queira incrementar no post, peço que deixe seu comentário para quem mais pessoas fiquem sabendo como agir. Pois a infecção urinária não se brinca!

Hoje já criei resistência a alguns antibióticos de tantos que já tomei e acredito que a melhor maneira é evitar a infecção para que não tenha que tomar tantos remédios assim como eu.

Então incentive a todos a tomar água, é clichê dizer isso, mas água é vida de verdade! E a higiene íntima também é fundamental!

Tome água e dê para seus filhos, tente criar um habito de tomar água dentro de casa, pois isso só vai te fazer bem!





Espero ter ajudado!

E na dúvida consulte um médico!

Deixe seu comentário, conte sua experiência, compartilhe para que mais pessoas fiquem sabendo!

Um forte abraço!

Gy